5 Motivos Para Ver Baywatch: S.O.S Malibu

criticas, Especiais, notícias

Sendo muito honesto contigo, o título desse post deveria ser “Crítica | Baywatch”, mas pensando e repensando o filme, cheguei a conclusão de que ele já vem com uma vacina anti- críticas, e acredite, se você caçar críticas a respeito desse filme, dificilmente vai encontrar boa vontade para com ele, mas eu explico isso como “incompreensão da proposta do filme”. Para que tenham uma ideia, a cena de abertura do Baywatch é o Dwayne Johnson saindo do mar em câmera lenta, após completar um salvamento, enquanto ao fundo emerge um letreiro gigantesco escrito Baywatch e passam golfinhos saltitando de uma lado para o outro… é sério, é exatamente assim, e você não tem outra reação se não rir, e essa abertura é um grande recado aos críticos, como se o The Rock dissesse “Hey, não queremos suas análises sobre o nosso C.G.I, desenvolvimento de vilões e etc, ao final disso tudo, apenas responda uma pergunta com Sim ou Não… Você se divertiu?”… E, Goddammit, SIM, eu me diverti e vou contar em 5  porquês…

1 – É comédia… ponto.

Lembro bem de na época do lançamento do trailer ter dito que esperava de Baywatch algo no estilo Bad Boys, mas a verdade é que o filme de Dwayne Johnson é muito menos focado na ação. Baywatch é uma comédia do início ao fim, praticamente uma sátira da série que o inspirou, brincando com todos os clichês dela, inclusive a câmera lenta nas mulheres. O filme é uma metralhadora de piadas, muitas vezes politicamente incorretas, pesadas, mas nada que o público dos anos 90 não tenha cansado de ver na Sessão da Tarde, e não sinta falta hoje. Eles brincam com tudo e a grande maioria das piadas funciona, principalmente as que envolvem Dwyane Johnson e Zac Efron diretamente.

Dwayne Johnson, Zac Efron, Alexandra Daddario (elenco, cast Baywatch)

2 – Dwayne Johnson e Zac Efron

Falar que o Dwayne Johnson é extremamente carismático, chega a ser repetitivo. O grandalhão é um bonachão, com um time de comédia excelente e sempre muito simpático em tela. Mas Zac Efron também tem se mostrado muito competente nesse gênero, o ex – astro teen (passado que rende algumas das melhores piadas do filme), está cada vez mais entregue a comédia escrachada, sem medo de quebrar a imagem do “bonitão”. Ele paga micos, se veste de mulher, se mete em cenas nojentas, é um verdadeiro “topa tudo”, e esse espírito em parceria com o The Rock faz dinâmica da dupla ficar leve e com um contra-ponto muito divertido.

3 – Elenco de apoio

Além dos dois protagonistas, Baywatch também conta com um elenco coadjuvante que faz ótimas “escadas” para eles. Partindo das belíssimas moças da equipe, Alexandra Daddario (Summer Quinn), Ilfenesh Hadera (Stephanie Holden) e principalmente, Kelly Rohrbach (CJ Parker) que é o equivalente a Pamela Anderson, só que com muito mais talento. Jon Bass (Ronnie Greenbaum), também arruma seu espaço como o “estranho no ninho” da equipe, assim como o ótimo Yahya Abdul-Mateen II (da série The Get Down do NetFlix), que diverte como um policial meio deslocado na região onde a equipe Baywatch é a verdadeira lei rs.

Leia Também:

7 Coisas que podemos Esperar do “Dark Universe” da Universal

5 Estreias para ver no Cinema em Junho

 

4 – Clima de filme de verão

O típico “SummerMovie”, Baywatch: S.O.S Malibu sabe o seu lugar no mundo, quando eu brinquei sobre o início do filme é exatamente por isso. O filme é para levar uma turma, dar risada e continuar o passeio. O roteiro tem suas bobagens, mas mais direto e fácil de entender, impossível. Por mais mal humorado e politicamente correto que seja o público hoje em dia, é uma prova de fogo passar sem rir com alguns momentos que seja, é um daqueles “Sessão da Tarde” para adultos (por causa das piadas e algumas cenas). Os erros de gravação no final também mostram o clima descomprometido da turma de Malibu.

5 – Trilha sonora

Aqui um dos melhores pontos do filme, a trilha incidental não tem muita novidade, mas a trilha pop tem algumas pérolas matadoras. Tem hip hop do bom com Notorious  B.I.G e Sean Paul, flashbacks clássicos de Lionel Ritchie e Bee Gees, e por aí vai, o que faz você ter a impressão de ter visto vários vídeo clipes em algum programa da antiga MTV dentro do longa.

Enfim, Baywatch é isso, relaxe ou não veja… confira o trailer logo abaixo…



Gostou? Deixe seu comentário e siga a gente nas Redes Sociais