Resumão da Semana: Liga da Justiça, Rei Leão e a queda de Kevin Spacey

notícias

Elenco de vozes de Rei Leão e trilha de Hans Zimmer

A Disney revelou o elenco completo da versão live action de “O Rei Leão”, e como uma das grandes apostas do estúdio, a versão do clássico não economizou nos nomes envolvidos. O Elenco traz Donald Glover como Simba, a cantora Beyoncé como Nala, Chiwetel Ejiofor como Scar, Seth Rogen como Pumbaa e James Earl Jones novamente como Mufasa (ele que também é a voz clássica do Darth Vader de Star Wars). Além do elenco que dará vida aos personagens clássicos, o estúdio também confirmou que a trilha sonora volta para as mãos de Hans Zimmer, vencedor do Oscar com a animação clássica e muito conhecido pela trilha do Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan.

E aí, Has Tela!?

Confesso que ainda não consigo assimilar essa história de “live  action” do Rei Leão, apesar de usar a mesma linha de realismo do Mogli, uma vez que a história não tem nenhum ator real, ainda prefiro tratar como uma animação moderna. Mas o que não se pode duvidar é que se a Disney resolveu remexer um dos seus filmes mais cultuados, ela vai fazer com muito capricho, resta saber se a nostalgia vai nos deixar perceber isso.

Começa Pré – Venda da Liga da Justiça

Começou a pré-venda de ingressos para um dos filmes mais aguardados dos últimos anos. Além disso, os fãs ainda terão a chance de garantir seus lugares nas sessões antecipadas, a partir das 00h01 do dia 15 de novembro, em pleno feriado da Proclamação da República. Mais informações sobre os ingressos e programação poderão ser obtidas nos sites oficiais das redes de cinema (consulte a mais próxima de você).

E aí, Has Tela!?

Amigo, apenas corra, porque do jeito que anda a internet, ou você suspende suas redes sociais, ou vai levar spoilers, infelizmente… Mas por aqui, como de costume, você pode vir ler sem medo.

Primeira foto oficial Venom

Foi divulgada oficialmente a primeira imagem de Tom Hardy como Eddie Brock, no filme solo de Venom, um dos vilões mais famosos das histórias do Homem-Aranha. Ruben Fleischer, de Zumbilândia, será o diretor de Venom. A estreia está marcada para 5 de outubro de 2018.

Tom Hardy - Venom

E aí, Has Tela !?

Sem paciência para me estender muito, é incompreensível !!! Fazer um filme de um Venom que nunca apareceu nos filmes do Aranha (essa versão de Venom ao menos), e que não terá ligação com o Homem-Aranha que acabou de ganhar um reboot?? Tom Hardy pode até ser o melhor Venom que poderiam adaptar, mas isso não apaga a falta de lógica desse filme.

Red Sonja deve ganhar novo filme

Também conhecido como “Guerreiros de Fogo”, no Brasil, Red Sonja teve sua primeira adaptação em 1985, “estrelada” por Brigitte Nielsen e Arnold Schwarzenegger. A Millennium Media deve financiar e produzir um novo longa da personagem criada pelo autor de Conan, Robert E. Howard. Segundo o Deadline, os produtores estão a procura de roteiristas para dar start no projeto. Ainda segundo o site, o sucesso de bilheteria da Mulher – Maravilha foi responsável por tirar o projeto do papel.

E aí, Has Tela !?

Reparem que coloquei o estrelado entre aspas porque em sua auto biografia, Arnold Schwarzenegger revela que deveria fazer apenas uma “ponta”, no filme, e quando viu, o corte final tinha muito mais cenas dele do que o combinado e seu nome estava em primeiro plano no cartaz. Esse foi um dos primeiros Crossovers que se tem registro nesse universo de quadrinhos do cinema. O filme é péssimo, nem o falso protagonismo do Conan salva. O mesmo motivo que está fazendo eles tirarem esse projeto da gaveta, pode fazer ele parecer datado demais, Mulher – Maravilha.

A Queda inacreditável de Kevin Spacey

Até semana passada você deveria conhecer Kevin Spacey (“Beleza Americana”, “Superman: O Retorno”) como um dos atores mais talentosos e bem sucedidos de Hollywood atualmente, o pioneiro entre os grandes nomes a apostar no Netflix. A parte do talento não mudou, mas o sucesso… Tudo começou quando no início da semana, o ator Anthony Rapp em entrevista ao Buzz Feed, acusou Kevin Spacey de assédio sexual nos anos 80, quando Rapp tinha apenas 14 anos, a denúncia desencadeou uma série de acontecimentos na vida de Spacey que parecem mesmo ter sido escritos por um roteirista. Logo em seguida da primeira acusação, 8 pessoas envolvidas com a produção da série House of Cards também acusaram Kevin de assédio, com relatos de várias situações e comportamentos inapropriados. As consequências das denúncias foram surgindo rapidamente, o Emmy que faria uma homenagem ao ator esse ano, postou em suas redes sociais que esse momento da premiação havia sido cancelado, na sequência, a campanha a favor de Kevin Spacey para os Oscar por causa do novo filme, “Todo o Dinheiro do Mundo”, foi arquivada pela produtora do filme e o golpe final veio da maior parceira de Spacey nos últimos anos… A Netflix que além da série “House of Cards” tinha projetos de filmes com o ator, anunciou a demissão definitiva de Kevin Spacey.

E aí, Has Tela!?

E Hollywood está vivendo novos tempos e sofrendo com fantasmas que ela mesma ajudou a criar, como as redes sociais. Todo esse peso das denuncias dos assédios contra figurões de Hollywood é louvável, mas o estranho é o aparente choque e surpresa. No maior mercado de entretenimento do mundo, o que não falta são histórias bizarras, a diferença é que agora as pessoas que realmente sofreram com elas, parecem estar se misturando com pessoas que na verdade se aproveitaram delas (não parece ser o caso das acusações contra o Kevin Spacey), mas é preciso ter cuidado e analisar direito antes de sair fazendo fogueira, mas sem dúvidas, os tempos mudaram em Hollywood também.

Gostou? Deixe seu comentário e siga a gente nas Redes Sociais